Vivência de Astro-Dança Persa

capa_para_iphone_case_mate_danca_persa_d
a44c5d78bf07826ad18aa8abf34aa53d.jpg
1206749.jpg
dance use.PNG
philosopher-clipart-persian-713124-41598

Um mergulho na alquimia da música celestial do oriente pela visão astrológica védica

Muitos povos antigos cultivaram a preservação da natureza e a harmonia social por meio de ritos festivos que envolviam música, dança e poesia como formas de conexão com a ordem cósmica. O filósofo grego Pitágoras falou a respeito de uma harmonia celestial musical e os antigos persas desenvolveram um sistema musical em sincronia com a vibração dos planetas, que depois foi adaptado pelos árabes e pelos turcos. Na Europa, a igreja católica chegou a cultivar tradições coreográficas remotas que celebravam a dança dos astros e os xamãs da Ásia Central sempre reconheceram e utilizaram o poder da dança e da música como formas de cura para o corpo e a alma. O presente projeto busca difundir alguns desses conhecimentos por meio do estudo de certas cosmologias antigas e aplicá-los através de atividades lúdicas envolvendo música, dança, práticas meditativas e escrita poética. O objetivo é promover a consciência do lugar que cada ser vivente ocupa no mundo e no cosmos de uma forma sensível e concreta.

O projeto se estrutura na forma de um curso em 4 módulos, cada um deles com duração de 3 horas. O tempo é dividido da seguinte forma: de 1hora a 1h30 minutos dedicados a explanação teórica e reflexiva, de 2 a 1h30 para atividades práticas. Cada módulo tem como tema condutor um dos 4 elementos da natureza, explorados na seguinte ordem: fogo, aǵua, terra e ar. A primeira parte da aula é dedicada aos estudos teóricos/históricos, onde se demonstra com material em power-point como foi concebida a manifestação do universo e sua “dança” de acordo com diferentes povos e, na sequência, são realizadas as atividades práticas correlatas. Utilizam-se técnicas de consciência corporal, improviso conduzido e meditação guiada para o reconhecimento de traços arquetípicos e microcósmicos em nossa estrutura física e exercícios de audição e aprendizado do uso “alquímico” e “astrológico” da música. Por fim, uma atividade poética encerra os trabalhos com a simbolização e registro do que foi aprendido e vivenciado.

Facilitadoras: Prem Ramani - Marina Andréa e Leandra Yunis

Leandra Yunis

Historiadora com pós-graduação em Letras Orientais pela USP, longa trajetória em Danças Orientais e especialização em Dança e Consciência Corporal pela FMU, dedicou-se por alguns anos à docência nessas áreas, às realização de saraus inter-estéticos e à pesquisa histórica sobre a censura da dança no islã. Realizou mestrado e doutorado com fomento CAPES e parte das investigações em acervos estrangeiros. Dedica-se, entre outras coisas, à difusão, ensino e tradução da literatura persa, mística sufi, culturas nômades e história das artes no islã.

Carga horária: 12 horas/4 módulos de 3 horas por turma

Número de participantes: mínimo 8

tree-of-life - Copia.jpg